15 49.0138 8.38624 0 4000 https://www.mastigando.com.br 300 true 0
theme-sticky-logo-alt

Transtornos Alimentares Transtornos

0 Comentário

Alimentares são doenças caracterizadas pela preocupação excessiva em relação à forma e ao peso corporal, que levam os pacientes a adotarem hábitos alimentares pouco saudáveis e comportamentos inadequados dirigidos à perda de peso. Além da preocupação excessiva com o peso e a forma corporal, os pacientes também apresentam uma constante insatisfação com a forma física, problemas na regulação da autoestima e auto avaliação excessivamente baseada no corpo.

Dentre os transtornos alimentares, a Bulimia Nervosa (BN) e o Transtorno da Compulsão Alimentar (TCA) podem estar associados ao sobrepeso e à obesidade. Os mecanismos desta associação são o desequilíbrio entre o consumo e o gasto calórico, além da frequente ocorrência de outras doenças mentais – tais como a depressão e a ansiedade. A bulimia nervosa é caracterizada por ingestão de grande quantidade de alimentos com a sensação de perda de controle sobre a ingesta alimentar, os chamados episódios bulímicos (também denominados de compulsão alimentar ou binge eating). Na bulimia, a preocupação excessiva com o peso e a imagem corporal leva o paciente a métodos compensatórios inadequados para o controle de peso, tais como vômitos auto induzidos, uso de medicamentos (diuréticos, inibidores de apetite, laxantes), dietas, jejuns prolongados e exercícios físicos em excesso.

O transtorno da compulsão alimentar (TCA) é uma patologia caracterizada por episódios recorrentes de compulsão alimentar (binge eating), sem qualquer comportamento de compensação para evitar um possível ganho de peso. Embora a pessoa se sinta muito incomodada pela ingestão compulsiva, não procura compensar com vômitos, uso de laxantes ou outros métodos restritivos. Como a compulsão alimentar é acompanhada por sentimentos de vergonha, o paciente tende a comer escondido. Em público, costuma apresentar um comportamento alimentar controlado. Pessoas com este quadro podem ter peso normal; contudo, com o tempo, costumam evoluir para obesidade, que pode se tornar bastante grave.

No que diz respeito ao tratamento, são doenças complexas para as quais está indicado o acompanhamento em equipe multidisciplinar, habitualmente composta por endocrinologista, nutricionista, educador físico e profissionais de saúde mental (psicólogos e psiquiatras).

___________________________________
Dra Vanessa Zanato é Formada em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000-2005) Residência em Psiquiatria pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (2006-2008) Título de especialista em Psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria, inscrita sob o Registro de Qualificação de Especialista 8800. Colaboradora do ambulatório de Transtornos Alimentares do HCPA na condição de residente (2008) e do ambulatório de Transtornos Alimentares do HU/UFSC na condição de orientadora (2012-2014).

Post Anterior
ALIMENTOS E SACIEDADE
Próximo Post
A síndrome do comer noturno (SCN)

0 Comentário

Deixe uma resposta