15 49.0138 8.38624 0 4000 https://www.mastigando.com.br 300 true 0
theme-sticky-logo-alt

Como a verdadeira FOME acontece?

0 Comentário

Temos falado sobre FOME mas vamos nos deter hoje sobre os aspectos estritamente biológicos.
A fome começa quando, após a sua última refeição, a quantidade de nutrientes circulando na corrente sanguínea começa a diminuir. Teoricamente isto deve ocorrer entre 3 a 4 ou 4 a 6 horas após a última refeição. O tempo em que iniciará a fome dependerá do seu metabolismo, de quanto e o quê você ingeriu na última refeição e a quantidade de atividade física que você teve no dia. A composição do alimento também interfere no tempo em que você terá fome novamente pois, se você ingeriu um carboidrato simples ( ex. pão branco), provavelmente a fome logo virá já que este é rapidamente digerido e absorvido pelo organismo.
Quando houver proteína e fibra em sua refeição, esta será digerida mais lentamente e mais tempo os sinais de SACIEDADE serão enviados ao cérebro. As proteínas, carboidratos e gorduras dos alimentos que você come são digeridos em açúcares simples (como glicose), ácidos graxos livres e aminoácidos. Esses nutrientes passam para a corrente sanguínea, e são distribuídos para seus órgãos e tecidos para serem usados como energia.
Se você passa muito tempo sem alimentar-se, seu cérebro perceberá isso como uma situação de risco de vida. Isto porque, ao contrário da maioria dos outros órgãos e tecidos, que podem usar uma variedade de nutrientes para continuarem funcionando, o cérebro é criticamente dependente da glicose para fazer o seu trabalho.
Você provavelmente já percebeu essa dependência do cérebro em relação à glicose; coisas simples podem se tornar difíceis quando você está com fome e seus níveis de glicose no sangue diminuem. Você pode achar difícil se concentrar, por exemplo, ou pode cometer erros bobos.
A fome deve vir de forma BIOLÓGICA entre 3 até 6 horas após a última refeição. Se você tem fome muito antes deste tempo (por exemplo, 1 hora após o almoço ), converse com seu médico e nutricionista sobre este fenômeno. Pode haver uma doença endocrinológica (que esteja aumentando o apetite), um erro alimentar na composição de seu prato, ou até, após excluídas as causas orgânicas, o hábito ( de beliscar, por ex.) que é muitas vezes confundido com fome.
Perceba melhor os sinais biológicos que recebe. FOME, biologicamente falando, é diferente de vontade de se alimentar.

_______________________________________
Dra. Cristina da Silva Schreiber de Oliveira é graduada em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina, Residência em Clínica Médica pelo Hospital do Servidor Público Municipal / SP e Especialização em Endocrinologia pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo. Título Especialista em Endocrinologia em 2008. Doutorado em Ciências Médicas pela USP (2013) supervisionada por Prof. Dr. Bernardo Leo Wajchemberg e Prof. Dr. Protasio Lemos da Luz. Atualmente trabalha em Projetos de Pesquisa Clínica em Obesidade (Cirurgia Bariátrica), Diabetes, Diabetes e Agrotóxicos, Neuropatia Diabética na Universidade Federal de Santa Catarina. Médica Endocrinologista no Hospital Universitário da UFSC.

Post Anterior
Você come por desejo incontrolável?
Próximo Post
ALIMENTOS E SACIEDADE

0 Comentário

Deixe uma resposta